22 de dezembro de 2015

Star Wars

   Quer saber o que achamos do novo filme da saga Star Wars? Então assista o novo vídeo, onde falamos sobre todos os filmes e damos nossa opinião (SEM SPOILERS) sobre a nova produção que  estreou no último dia 17 nos cinemas:



   Se gostou, dá um joinha, comenta, compartilha e INSCREVA-se no canal. Também nos siga em todas as redes sociais:

Facebook: Namoro de TV
Twitter: @victorlocchi @BrunoSilvano @namorodetv
Instagram: @victorlocchi @silvanobruno @namorodetv

Feliz Natal e até semana que vem!

15 de dezembro de 2015

Scream Queens acabou, e agora?

   Também está se sentindo órfão depois do final da 1ª temporada de Scream Queens? No novo vídeo damos sugestões de filmes e séries que também são do gênero comédia de terror, ou que talvez agrade você que amava Scream Queens! Além disso, comentamos o que achamos do final da 1ª temporada:



   E não esquecemos da promoção das camisetas do vídeo de Scream Queens (assista aqui). No twitter quem levou foi o @nicky_verzola e no Facebook foi a Natalia Valongo. Entraremos em contato com os vencedores para maiores detalhes. Em breve teremos novas promoções, então nos sigam em todas as redes sócias para não perder a próxima:

Facebook: Namoro de TV
Twitter: @victorlocchi @BrunoSilvano @namorodetv
Instagram: @victorlocchi @silvanobruno @namorodetv 

   Não esqueçam de dar o joinha, se inscrever no canal e comentar!! Beijos e até o próximo vídeo ;)


9 de dezembro de 2015

Comic Con Experience 2015


    Nos dias 3 e 4 de dezembro estivemos nos dois primeiros dias desse evento incrível que foi a Comic Con Experience 2015! Nesse vídeo falamos sobre os pontos positivos e negativos e mostramos várias coisas bacanas que gravamos nesses dois dias:



    Já estão ansioso pela CCXP 2016? Pois nós sim!! Nos siga nas nossas redes sociais para ficar por dentro das próximas novidades:

Facebook: Namoro de TV
Twitter: @victorlocchi @BrunoSilvano @namorodetv
Instagram: @victorlocchi @silvanobruno @namorodetv 


 

30 de novembro de 2015

5 Motivos Para Assistir Jessica Jones

   No último dia 20 de novembro, estreou a nova série da Netflix em parceria com a Marvel, Jessica Jones. Você precisa assisti-la, e nesse vídeo daremos 5 motivos para você fazer isso o mais rápido possível. Confere:



   Ainda essa semana, estaremos cobrindo a Comic Con Experience 2015, que é o maior evento de cultura nerd da América Latina. Na sexta, os atores que interpretam Jessica Jones e Killgrave, estarão em um painel junto com outros atores da série Sense8, também da Netflix. Além disso, o evento tá cheio de outros painéis e coisas legais! Então fica ligado aqui no blog, no canal e nas nossas redes sociais para ficar por dentro de tudo:

Facebook: Namoro de TV
Twitter: @victorlocchi @BrunoSilvano @namorodetv
Instagram: @victorlocchi @silvanobruno @namorodetv

Não esquece de comentar e até o próximo post!


23 de novembro de 2015

Scream Queens

   Como prometemos no vídeo das novas séries (que você pode assistir aqui), chegou a hora de falarmos de Scream Queens!! Além disso, tá rolando uma PROMOÇÃO super legal, onde você pode concorrer a duas camisetas exclusivas da série. Assista o vídeo e descubra como:



   Se ficou com alguma dúvida sobre a promoção pergunta pra gente nos comentários. Lá na descrição do vídeo no Youtube tem todos os passos e links para você! Não esquece de nos seguir nas redes sociais:

Facebook: Namoro de TV
Twitter: @victorlocchi @BrunoSilvano @namorodetv
Instagram: @victorlocchi @silvanobruno @namorodetv


19 de novembro de 2015

Jogos Vorazes: A Esperança – O Final




   A despedida da franquia e o esperado momento onde a protagonista Katniss enfrenta o Presidente Snow finalmente chegaram em Jogos Vorazes: A Esperança – O Final. Acabando com as frustrações que o filme anterior tinha nos deixado, o último capítulo da saga surpreende positivamente, volta a ter gás e se encerra como o nosso longa favorito entre os quatro lançados!

   Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 nos fez sair do cinema um pouco frustrados e com a impressão que dividir o último livro em dois filmes, tinha sido totalmente desnecessário (e olhando agora a saga como um tudo, isso se confirma, realmente foi). Parecia que tudo tinha sido uma preparação para o que aconteceria nesse último filme. Eis que nesse último longa tudo soa ao contrário, nada temos de enrolação, e a história avança numa crescente do início ao fim! Outra coisa que nos incomodou no filme anterior foi a falta dos jogos. Em A Esperança – O Final, não temos um jogos vorazes literal, mas ao ficar sabendo que Katniss e seus aliados estão vindo atacá-lo, o presidente Snow enche a Capital de armadilhas digna dos jogos. Tanto é que, em certa cena, quando eles começam a empreitada em busca do confronto contra o vilão, Finnick diz: “Bem-vindos ao 76º Jogos Vorazes”.

   A caçada de Katniss nos deixa sem fôlego em vários momentos e o filme toma um ar mais sombrio e assustador do que estamos acostumados na franquia. Jennifer Lawrence está ótima em cena, como já de costume. Além dela, podemos destacar Josh Hutcherson, que consegue passar através de sua atuação todo o tormento mental que Peeta está passando. Donald Sutherland representa muito bem todo o ar de frieza e arrogância de Snow, além do que, temos a ótima atuação da ganhadora do Oscar, Julianne Moore.

   É engraçado pensarmos como de início muita gente não dava nada pela franquia Jogos Vorazes e muito se achava que não se passava de mais uma saga adolescente, como Crepúsculo. E sim, este é o público alvo, mas o filme fala de temas adultos e claramente faz uma crítica bem madura à sociedade em que vivemos. Além disso, fala do empoderamento feminino, de garotas, como Katnniss. E é sobre isso a nossa única ressalva sobre o filme, a cena final deu uma certa impressão que foi totalmente contra a personagem forte que a protagonista era. Talvez ter acabado uma cena antes teria sido melhor!

   Jogos Vorazes: A Esperança – O Final é ótimo e compensa a ida ao cinema. Pode ter certeza que você não achará que perdeu tempo ou dinheiro. Apenas cuidado para não chorar, algumas pessoas saíram em prantos do cinema! E a pergunta que fica é, será que esse foi o último filme mesmo da franquia? Há alguns meses saíram notícias que o estúdio estava pensando em fazer alguns spin-offs. Será?

15 de novembro de 2015

Séries que Um Gosta e o Outro Odeia

   Vocês acham que assistimos tudo juntinhos e tudo que um gosta o outro também? Pois você não errou, na maioria dos casos é isso que acontece, mas nesse novo vídeo falaremos sobre as exceções que existem, as séries que um gosta e o outro odeia! Vai ter muita briga no vídeo (mentira, tá cheio de fofura):


   Comenta aí ou no Youtube quais desses séries você também odeia ou ama. E não esquece de dar o joinha, ajudar na divulgação do canal e se INSCREVER se ainda não for um inscrito. Nos segue em todas as redes sociais para ficar por dentro dos próximos vídeos e posts:

Facebook: Namoro de TV

12 de novembro de 2015

Dr. Ken



   Foi difícil selecionar apenas 5 novas séries para o nosso vídeo dessa semana (clique aqui para assistir), algumas outras novatas que estamos gostando ficaram de fora, como é o caso de Dr. Ken. Protagonizada por Ken Jeong (de Community e Se Beber, Não Case), nos mostra a vida de um médico, que não sabe lidar muito bem com seus pacientes e filhos.

   O ator Ken Jeong foi o responsável por nos fazer querer assistir a série, que realmente não chama atenção por sua sinopse. O conhecíamos dos seus trabalhares anteriores, principalmente por dar vida a um dos personagens mais engraçados na série Community. E a trama realmente se sustenta na boa capacidade de nos fazer rir de Ken. Vale destacar a interação do personagem com os filhos, que sempre rendem momentos hilários!

   Dr. Ken não inova em nada, mas é aquele caso do clichê bem feito. É um típico sitcon, daqueles clássicos, com plateia e risadinhas ao fundo, então só assista se você curte e não se incomoda com esse formato de série. O programa se divide em dois cenários, na casa de Ken e no consultório, onde ele tem momentos bem divertidos e engraçados com alguns pacientes e também com seus colegas de trabalho.

   Tá a procura de uma série leve, daquelas que você assiste sem pensar muito, apenas para dar boas risadas? Talvez Dr. Ken seja a melhor alternativa entre as novas séries! O programa tá fazendo sucesso no canal americano ABC e já tem uma temporada completa de 22 episódios encomendada. Aqui no Brasil, pouco se ouve falar da série, e nenhum canal a cabo ainda a transmite.

   Conta pra gente nos comentários se você já tá conferindo ou se tá com vontade de assistir Dr. Ken. Também nos diz quais séries leves e “bobinhas” que você curte assistir!

10 de novembro de 2015

Zoom


   O primeiro ponto a se destacar do filme Zoom é o nome por trás da sua direção, Paulo Morelli, pois ele foi criador e diretor de uma das nossas séries brasileiras favoritas, Contos do Edgar (outra grande recomendação nossa e tem na Netflix). Morelli consegue novamente trazer uma direção forte em uma narrativa um tanto surreal e nos agrada mais uma vez.

   Zoom conta a história de três personagens diferentes e que não se conhecem, primeiramente somos apresentados a Emma (Alison Pill de Confissões de uma Adolescente em Crise), que trabalha em uma fábrica de bonecas em tamanho humano e nas horas vagas é desenhista. O segundo personagem principal é Edward (Gael García Bernal), um diretor de cinema que está passando por problemas para finalizar seu filme. E por último, Michelle (Mariana Ximenes) uma escritora, que foge de tudo e vai para uma praia paradisíaca em algum lugar no Brasil, para ter paz e terminar seu livro. Esses três personagens não se conhecem, e suas tramas aparentemente não deveriam se cruzar, mas começamos a perceber que na verdade um é criação do outro. Michelle é a personagem do filme de Edward, ele é um desenho feito por Emma, já a desenhista é a protagonista do livro que Michelle escreve.

   É interessante como essas narrativas aparentemente sem ligação se cruzam, e como uma começa a afetar a outra. Como Edward é um desenho, toda as suas cenas acontecem em animação, o que é outro destaque positivo para a trama, além da atuação de Gael García Bernal, que mesmo em forma de desenho consegue mandar bem e surpreender, inclusive rendendo alguns dos momentos mais engraçados da história. Sim, o filme é uma boa comédia, e consegue representar bem o gênero de uma forma inteligente. Além disso tudo, é bom lembrar que o filme nos proporciona cenas lésbicas entre Mariana Ximenes e Claudia Ohana.

   Zoom diverte e nos surpreende com essa teia narrativa tão diferente, e vale ser conferido! Mas calma, nós o assistimos em uma de suas primeiras exibições na 39ª Mostra Internacional de Cinema de SP, o filme só entra em exibição nos cinemas em março de 2016. Mas fique atento para a data, e anote Zoom como um dos filmes que você precisa conferir ano que vem!

8 de novembro de 2015

5 Novas Séries

   O vídeo dessa semana é para salvar quem está perdido com tantas novas séries estreando! Selecionamos as 5 que estamos mais curtindo. Claro, estamos acompanhado e gostando de outras, mas se fossemos falar de todas, o vídeo ficaria muito grande. Por isso, talvez faremos uma parte 2 (se  quiser pede nos comentários) ou as outras séries terão post futuramente aqui no blog.



   Não esqueçam de nos ajudar com o crescimento do canal, por isso se INSCREVA e COMPARTILHE. E mais uma vez falamos que sem incentivo fica bem difícil, então COMENTA, diz o que tá achando, fala sobre as novas séries ou sobre outras, pede temas para os próximos vídeos, reclama se não tiver gostando de alguma coisa, faça sugestões, etc. O importante é a comunicação com vocês! Não esquece também de nos seguir em todas as redes sociais:


Facebook: Namoro de TV

Beijos e até o próximo vídeo!





4 de novembro de 2015

Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma


   Depois de quatro filmes e dois derivados, enfim tivemos o final da franquia de sucesso, com o filme Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma. A campanha de marketing falava bastante que teríamos respostas nesse último longa, e realmente temos, além do uso do 3D que é outro fator muito positivo para a obra!

   A franquia Atividade Paranormal não foi a percussora do found footage, mas deu uma boa revolucionada no estilo e fez um grande sucesso. Mas com o tempo, a trama foi ficando desgastada e  o quarto filme foi bem ruim, assim não nos deixando tão ansiosos para o último capítulo da história.  Mas fomos surpreendidos ao gostar tanto do novo filme que consideramos o melhor da franquia!

   A história do longa nos leva para novos personagens, assim somos apresentados para Ryan e sua família, que acabaram de se mudar para uma nova casa, e como já esperado, coisas estranhas começam a acontecer, principalmente quando ele encontra na casa uma câmera que aparentemente registra movimentos sobrenaturais. E é a partir dela, que o ótimo 3D se utiliza para render ótimos momentos e sustos! Por isso, assistam ao filme de preferência no cinema, provavelmente ele não causará o mesmo em você sem o 3D.

   Como já dito, muito era prometido a respeito de respostas, e realmente isso acontece! O filme dá um fechamento bem redondo para a franquia, e nos faz entender quase tudo que aconteceu anteriormente. Apenas ainda nos perguntamos sobre algumas coisas do enredo do quarto filme, como por exemplo, qual foi a necessidade do garotinho Hunter ser adotado por uma nova família, para alguns anos depois Kate ir pegá-lo? Mas relevamos, pois Atividade Paranormal 4 é de longe o pior da leva, e a impressão que fica é que você pode facilmente pular do terceiro filme para o último, que tudo ficará muito melhor!

   Nós finalmente enxergamos o sobrenatural, o que não acontecia nos anteriores,  e não ficamos decepcionados. A garotinha desse filme também tem um ar assustador, o que ajuda a deixar tudo mais tenso, pois criança do capeta é algo realmente assustador!

   Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma não traz nada de novo, mas consegue fazer todo o clichê com perfeição, principalmente por saber somar o uso do 3D ao seu favor. Além disso, traz respostas e explicações para coisas que nos perguntamos desde o primeiro filme e consegue reerguer e dar fôlego para uma franquia que aparentemente já estava desgastada. 

   Se você já assistiu ao filme, não esquece de contar o que achou aí nos comentários. E se você ainda não viu, e tá com receio, pois não lembra de coisas que aconteceram nos anteriores, confere esse vídeo bem legal com as principais informações e corre para o cinema:



26 de outubro de 2015

Filmes para o Halloween

   A semana do Halloween chegou, e quem aí ama essa data como a gente? É sempre bom maratonar filmes de terror nessa época, e por isso, nesse novo vídeo indicamos os últimos filmes de terror que assistimos. Confere:






   É muito importante a interação de vocês com a gente! Então comenta aqui no blog, ou lá no Youtube, o que acharam do vídeo, quais desses filmes já viram ou querem assistir e o que vocês irão fazer nesse Halloween. Não esquece também de se INSCREVER no canal e de nos seguir em todas as redes sociais:



Facebook: Namoro de TV
Twitter: @victorlocchi @BrunoSilvano @namorodetv


21 de outubro de 2015

The Final Girls


   Muito se comentou na internet quando o primeiro trailer de The Final Girls, estrelado por Taissa Farmiga (de American Horror Story) e Nina Dobrev (de The Vampire Diaries), foi lançado. Nós já assistimos o filme, e podemos confirmar que ele faz jus ao que se esperava!

   The Final Girls é uma comédia de terror, ao estilo da série Scream Queens, e se você está gostando desse programa de tv, pode assistir ao filme sem medo, eles têm muitos pontos em comum. A personagem de Taissa Farmiga se chama Max, e é a protagonista da história, ela é filha de uma decadente atriz que acabou falecendo em um acidente de carro. A garota acaba indo em uma exibição comentada do filme de maior sucesso que sua mãe fez, um terror dos anos 80. Lá, acaba ocorrendo um incidente, e Max e mais alguns amigos vão parar dentro do filme, e terão que salvar os personagens e a si próprios do temido assassino.

   Além de ser uma comédia de terror, que é algo que adoramos, The Final Girls também contém outro elemento que gostamos muito, a metalinguagem. É o filme dentro do filme, e teorias sobre a história em que eles próprios estão, e uma coisa muito louca para tentar explicar em um texto. O longa é cheio de referências e deboche ao terror, sendo assim, um prato cheio pra quem é fã de filmes desse gênero, principalmente os de serial killers dos anos 80, como Sexta-feira 13.

   O filme brinca com os clichês do gênero terror com muito bom humor e descontração, e ao mesmo tempo que nos faz rir, também cria um bom vínculo com os personagens, que conseguimos gostar e torcer. Principalmente, ao vermos a conexão e reencontro de Max com a sua mãe, que na verdade não é ela, e sim a personagem do filme de terror que interpretou no passado. Mas as atrizes Taissa Farmiga e Malin Akerman, têm boa química em cena e acabamos torcendo muito para um final feliz das duas, mesmo sabendo que isso é praticamente impossível. Já Nina Dobrev faz a bitch do filme, e se você assiste The Vampire Diaries, e sabe que ela era muito melhor como a vilã Katherine, do que como a mocinha Elena, já deve imaginar que ela está muito bem nesse papel em The Final Girls.

   Torcemos para que Scream Queens e The Final Girls tragam uma leva de mais boas produções no gênero comédia de terror. E você? Também gosta desse estilo? Já conferiu The Final Girls, ou quer assistir? Conta pra gente nos comentários ou em nossas redes sociais!

18 de outubro de 2015

Hotel

   A tão aguardada nova temporada de American Horror Story, que se passa em um hotel e é protagonizada por Lady Gaga, estreou há duas semanas, e claro, que nós como fãs que somos dessa antologia, ficamos muito entusiasmados! Nada mais justo que um vídeo no canal contando o que achamos desses dois primeiros episódios e recomendando outros filmes e séries que se passam em hotéis.



   Comentem quais são outras histórias passadas em hotel que vocês adora, e claro, o que estão achando da nova temporada de AHS. Não esquece de nos seguir em todas as redes sociais e se INSCREVER no canal se ainda não fez isso!

Facebook: Namoro de TV

Beijos e até o próximo vídeo!


11 de outubro de 2015

Criancinhas do Capeta

   O dia das crianças tá aí, e nem todos os pequenos são fofos, queridos e lindinhos. Para comprovar isso, fizemos uma lista com filmes e séries com crianças encapetadas! Confere aí:


   Conta pra gente quais são os outros filmes e séries com essas críanças demoníacas que vocês lembram e gostam. Não esquece de nos seguir em todas as redes sociais e se INSCREVER no canal se ainda não fez isso!

Facebook: Namoro de TV

Feliz dia das crianças!

9 de outubro de 2015

5 Animações na Netflix


   O dia das crianças tá quase aí, e que tal comemorá-lo assistindo várias animações na Netflix? Por isso, selecionamos 5 de nossos favoritos, e que estão no catálogo, para que você possa curtir vendo (ou revendo):
Monstros S.A.
   Tem como não ser apaixonado por Suley, Mike e Boo? Essa animação da Disney Pixar que acompanha o astro do susto e seu divertido assistente, é um dos nossos desenhos favoritos de todos os tempos! Personagens super carismáticos e um roteiro ágil e divertido, são alguns dos ingredientes que dão o tom para Monstros S.A. Claro, Boo sempre vai ser uma das melhores personagens e que fez muita falta na continuação, Universidade Monstros.


Procurando Nemo
   Essa animação, também da Disney Pixar, nos leva para o fundo do oceano, onde acompanhamos Marlin, um peixe-palhaço que está em busca de seu filho perdido, Nemo. No caminho ele conhece Dory, que sem dúvida, é a melhor personagem da história, e que inclusive, no próximo ano ganhará um filme só seu, Procurando Dory. Quem nunca tentou falar baleiês como ela?


A Fuga das Galinhas
   Todo feito em stop motion, e se passando nos anos 50, A Fuga das Galinhas é outro filme que facilmente entra na nossa lista de mais divertidos e favoritos. A protagonista é a galinha Ginger, que quer muito fugir da granja onde vive, as coisas ficam mais urgentes quando os donos da fazenda compram uma máquina de fazer tortas de galinha. Mas eis que surge o galo Rocky, que diz que as ensinará a voar. Mas será que ele consegue mesmo ensiná-las?

 

Os Incríveis
   O Sr. e a Sr. Incrível estão anos afastados do mundo dos heróis, e vivem uma vida pacata com seus três filhos, que não sabem da antiga vida das pais e nem entendem seus super poderes. Mas, um  inimigo secreto e poderoso, faz o casal voltar a ativa e juntar todas a família na luta contra o mal. Destaque para o bebê Zezé (inclusive, assistam o curta O Ataque de Zezé), e para a estilista Edna Mode. Essa semana a Disney confirmou a continuação do filme para 2019!


Pokémon
   Recentemente a Netflix adicionou as duas primeiras temporadas de Pokémon no catálogo, o que causou certo alvoroço nas redes sociais. E com razão, pois esse desenho japonês foi ícone na nossa geração. Quem não adorava Pikachu e Ash e já brincou várias vezes de batalha Pokémon? Rever os primeiros episódios e o início da amizade dos personagens principais traz uma nostalgia imensa da infância e é um ótimo passatempo para o feriadão.


   Foi bem difícil escolher apenas cinco para essa lista, pois o catálogo da Netflix tá cheio de coisas super legais! Mas agora é a vez de vocês, contem aí nos comentários qual outra animação que você adora.

7 de outubro de 2015

How To Get Away With Murder: 2ª Temporada


   Após a vitória de Viola Davis no Emmy, How To Get Away With Murder volta para o seu 2º ano! Os dois episódios já exibidos mostraram que teremos muito mais daquilo que adoramos, que são, plots twists incríveis e uma atuação maravilhosa da protagonista. Se você não começou ainda a assistir os novos episódios, e não quer ler spoilers, sugerimos que não continue nesse texto e leia apenas o que falamos sobre a primeira temporada (clicando aqui).

   A série havia se encerrado com a descoberta de que Rebecca foi assassinada, e achamos que a trama central seguiria agora com esse mistério. Mas já fomos surpreendidos quando, no primeiro episódio, Bonnie foi revelada como a assassina. Gostamos da resolução e principalmente da rapidez desse plot, que ainda deixou alguns bons resquícios, como saber quem é a pessoa para qual Rebecca pediu socorro e o que ele sabe sobre os assassinatos. No segundo episódio vimos um cara se aproximando de Michaela, e provavelmente ele deve ser essa pessoa.

   Ainda no primeiro episódio tivemos o caso dos irmãos adotivos, que são acusados de matar os pais e agora também a tia. Tudo dava a entender que aquele seria “o caso da semana”, mas não, ao final do episódio descobrimos que ele está totalmente vinculado ao grande mistério da temporada: Annalise levou um tiro e está quase morrendo dentro da mansão dos irmãos adotivos, enquanto Wes foge do lado de fora. Ou seja, teremos esse novo mistério sendo revelado para o telespectador aos poucos, em flashforwards, enquanto vamos acompanhando no decorrer dos episódios como tudo chegou a esse acontecimento. É um pouco obvio que a protagonista da trama não irá morrer, mas no segundo episódio descobrimos que alguém vai, a nova promotora, Emily. Também ficamos sabendo que não só Wes, como todos os estagiários de Annalise, estavam fugindo da mansão (menos Asher, novamente). 

   O terceiro grande plot (e sambada na nossa cara) veio através da nova personagem, Eve (interpretada pela ótima Famke Jenssen). Uma antiga colega de faculdade de protagonista, com quem ela já namorou! Sim, Annalise é bissexual, e já tivemos nos dois capítulos muito pegação entre as duas. Além disso, Eve confessou que ainda é apaixonada pela ex-namorada. Mais alguém shippando muito esse casal? Apesar da nova personagem já ter se despedido no final do segundo episódio, esperamos que não seja um adeus definitivo, e que ela participe de mais vários episódios da série.

   Ainda temos outras tramas amorosas paralelas, como a de Oliver e Connor, e de Laurel e Frank. Asher mais uma vez parece que não está envolvido no mistério central, dando a impressão que ele continua servindo apenas como alívio cômico da série, achamos que o personagem poderia ser mais aproveitado. A interpretação de Viola Davis continua memorável, principalmente nas cenas onde foi testemunha no tribunal, no segundo episódio. Será que teremos ela indicada ao Emmy novamente ano que vem? Apostamos alto que sim!

   Não conseguimos arriscar ainda nenhuma teoria para a resolução do grande mistério dessa nova temporada, e vocês? Queremos saber o que acham e acompanhar juntos esse 2º ano da série, então comentem aqui e também pode interagir conosco nas nossas redes sociais.

4 de outubro de 2015

Viagem no Tempo

   Depois de mudanças e problemas com cenário, o nosso canal no YouTube está de volta (e esperamos que dessa vez sem mais hiatos)! O tema desse retorno é filmes e séries com Viagem no Tempo. Confere o vídeo e não esquece de nos ajudar compartilhando e dando like:



   Para continuarmos, é muito importante temos um retorno de vocês! Queremos que vocês comentem, digam o que acharam e falem conosco. Super aceitamos sugestões de temas para os próximos vídeos. Se você não é inscrito no canal, inscreva-se. Também nos siga nas redes sociais e interaja com a gente por lá:

Facebook: Namoro de TV
Twitter: @victorlocchi @BrunoSilvano @namorodetv
Instagram: @victorlocchi @silvanobruno @namorodetv

2 de outubro de 2015

A Possessão do Mal


   Estreou na última quinta-feira nos cinemas do país o filme de terror  A Possessão do Mal (sim, um título bem ruim e genérico para The Possession of Michael King, acreditamos que uma tradução literal do original teria ficado bem melhor). Na história vemos um homem totalmente cético em busca de respostas sobre o sobrenatural após a morte da esposa.

   O personagem principal é Michael King, documentarista, que perdeu a esposa há poucos meses e não superou ainda. Ele é totalmente cético, e por isso, decide fazer um documentário onde se envolverá com vários tipos de rituais satânicos e espíritas, para provar que não existem outras vidas. Então conferimos Michael indo em busca de um padre à beira da morte que fazia exorcismos, um casal que faz rituais demoníacos, um agente funerário e uma médium. Ou seja, ela faz de tudo para que algum espírito entre em seu corpo. Não é nenhum spoiler falarmos que obviamente isso acontece!

   As cenas dos rituais satânicos assustam (se você tem medo desse tipo de coisa, passe longe) e passam verossimilhança, sendo provavelmente as melhores do filme. O longa não foge dos clichês do gênero terror, e está carregado de cenas com sustos, o que não achamos ruim, desde que bem colocadas e que assustem realmente, o que acontece em A Possessão do Mal. Mas mais do que isso, é interessante a ideia que a história passa sobre essa relação entre anjos, demônios, vida após a morte e humanos. E reafirma aquela velha ideia, de que não devermos abrir a nossa vida para o sobrenatural, pois ele realmente entrará e não sairá mais.

   Filmes de terror são muito melhor se assistidos no cinema, você entra melhor na ambientação o que lhe proporciona mais sustos e arrepios. Por isso, recomendamos que se possível, assista A Possessão do Mal nas telonas, vai valer bem mais! Como já dito, ele está em exibição desde o dia 01 de outubro. Então se você já assistiu ou ficou morrendo de vontade de conferir, conta aí pra gente nos comentários!

30 de setembro de 2015

5 Filmes Nacionais


   Recentemente contamos para vocês o quanto amamos o filme nacional, que vai representar o Brasil na tentativa de um Oscar, Que Horas Ela Volta? (veja aqui o post). Também já falamos muitas vezes o quanto adoramos Hoje Eu Quero Voltar Sozinho. Decidimos ir além disso, e mostrar quais são outros filmes brasileiros recentes que também recomendamos:

Beira-mar

   Esse longa acompanha uma viagem de Tomaz, para o litoral gaúcho, a fim de resolver alguns problemas familiares. Martin, melhor amigo dele, o acompanha e esses dias servem como descoberta para os dois garotos. O filme é super delicado, e muito do sentimento e do que se passa com os rapazes, é transmitido por olhares e pequenos gestos, com muita beleza e sutileza. A fotografia é outro ponto a favor do longa, que foi bem recebido no Festival de Berlim desse ano. Beira-mar poderia também facilmente entrar na nossa lista de 5 filmes gays (veja aqui).


Boa Sorte

   João é um adolescente praticamente invisível no mundo que acaba se viciando em remédios e levado para uma clínica psiquiátrica por seus pais. Lá ele conhece Judite, os dois acabam se apaixonando e vivendo um romance inusitado em meio a tanta loucura. Destacamos aqui a performance de Deborah Secco, num papel muito melhor do que todos que já fez na TV, onde teve a possibilidade mostrar seu total potencial e deixar claro que é uma ótima atriz. Fernanda Montenegro aparece pouco, como a vó de Judite, mas em poucas cenas nos deixa deslumbrados mais uma vez com seu excelente trabalho. Para completar o time de mulheres mandando bem nesse filme, podemos citar a diretora Carolina Jabor, que consegue mostrar uma direção segura em seu primeiro longa-metragem.


Casa Grande

   Assistimos esse filme pois soubemos que ele lembrava Que Horas Ela Volta?, e sim, as críticas feitas pelas duas obras são bem parecidas. Ou seja, se você já assistiu e gostou muito do filme estrelado por Regina Casé, assista Casa Grande. A história mostra uma família de classe alta em decadência, aos olhos do filho  do casal, Jean, de 17 anos. As diferenças entre os empregados e patrões, a decadência da classe A e ascensão da classe C e cotas para negros nas universidades, são temas vistos e discutidos no filme. Reflete o novo Brasil, com um bom roteiro, e com certeza precisa ser assistido!


Entre Abelhas

   Se enganou quem pensava que esse filme estrelado por Fábio Porchat era mais uma comédia. Apesar de ter alguns momentos cômicos, Entre Abelhas é um drama, até bem melancólico, que levanta algumas questões sociais e existenciais. O longa tem como protagonista Bruno, um editor de vídeo, que não superou sua recente separação e passa aos poucos a não enxergar mais as pessoas. Porchat aqui tem a oportunidade de mostrar que é um ator, e não apenas comediante, em uma trama que vai te fazer ficar pensando depois de assistida.


Quando Eu Era Vivo

   Sim, o cinema nacional também faz bons filmes de terror! Quando Eu Era Vivo conta a história de Junior, que após se separar da esposa, volta a morar na casa do pai (vivido por Antonio Fagundes). Lá ele começa a desenterrar o passado, e querer saber mais sobre sua mãe. Isso acarreta em fatos estranhos e começa a preocupar seu pai. Vale deixar claro, que não estamos falando de nenhuma super produção do gênero de Hollywood, ele é um filme simples, que busca aterrorizar pelo clima e ambientação, e não por sustos, efeitos especiais ou cenas grotescas. A ambientação, fotografia e iluminação te passam um clima pesado e de tensão. A música “Serpente da Noite”, cantada algumas vezes, vai te passar uma sensação ruim e provavelmente te aterrorizar por alguns dias. Vale lembrar que temos a Sandy no filme, e ela manda bem, claro que em um papel simples e que não exige muito dela (mas ela fala palavrão).


   Não é de hoje que o Brasil faz bons filmes (apesar do preconceito ainda de muitos), mas decidimos listar os que mais gostamos nos últimos dois anos, e queremos mais sugestões de vocês! Vale lembrar que é sempre bom ficar atento, para assistir boas obras nacionais no cinema, e incentivar mais produções desse tipo!

27 de setembro de 2015

Verdades Secretas


   Verdades Secretas, que se encerrou na última sexta, foi uma novela que nos chamou atenção desde quando os primeiros teasers e informações começaram a surgir. A ideia de uma trama que mostrava os bastidores do mundo da moda, com direito a prostituição e drogas, tinha tudo para render muito. Além disso, sabemos que a Rede Globo faz boas coisas no horário das 23h, que é uma faixa destinada a um público diferente das tradicionais novelas e onde os diretores e autores tem uma liberdade criativa bem maior. O que nos deixava um pouco apreensivos era o fato de Verdades Secretas ser assinada por Walcyr Carrasco. Quem conhece o autor, sabe que é ele muito bom em tramas de época no horário das 6 (O Cravo e a Rosa e Chocolate com Pimenta), mas quando Walcyr tenta ir para algo mais sério, seu roteiro é fraco e a trama fica sobrecarregada de personagens caricatos e diálogos didáticos (foi o que aconteceu em Amor à Vida).

   Com os receios e ansiosidades que citamos, lá fomos nós começar a acompanhar a trama no início de junho. A novela começou muito bem, num primeiro capítulo impecável, com direção e fotografia parecendo de cinema. E não foi só no inicio, Verdades Secretas continuou com essas ótimas qualidades até seu fim. O roteiro ia bem, a história não tinha medo de ousar. Alguns diálogos didáticos começaram a aparecer em uma cena ou outra, mas a ótima atuação da maioria do elenco e a excelente direção de Mauro Mendonça Filho, deixavam de lado esses pequenos deslizes. Inclusive a péssima trama dada ao personagem gay, Wisky, que quando bêbado “virava” hétero e transava com Lurdeca. Parece que Walcyr tem algum problema com gays convictos, pois em toda novela sua em que existe um personagem homossexual, em algum momento ele tem que ter alguma relação hétero (foi assim em Caras e Bocas, Morde e Assopra e Amor à Vida). O autor perdeu a oportunidade de em seu melhor trabalho, deixar essa “mania” de lado, uma pena.

   A novela chegou em sua reta final, e já estávamos apreensivos para saber o destino dos três personagens principais: Alex, Angel e Carolina. A grande surpresa era saber que existiam pessoas (acreditamos que tias do sofá) que não entenderam a proposta da novela, muitos menos que acontecia ali um caso de abuso e manipulação de uma menor, e torciam para o final feliz entre Angel e Alex. O protagonista masculino, era para nós, um dos personagens mais nojentos e asquerosos já existentes na teledramaturgia brasileira (e palmas para Rodrigo Lombardi por conseguir esse feito), o que só mostra como existe uma parte da população brasileira que está cada dia mais cega e com os valores trocados. De qualquer forma, o tema tão delicado, foi bem retratado.  O final foi trágico, e maravilhoso, como todo o andamento da trama pedia. Nós já consideramos a cena de Carolina flagrando Alex e Angel na cama e depois se suicidando, como uma das melhores dos últimos anos da TV brasileira. Muito disso também se deve a Drica Moraes, que brilhou demais! Inclusive não conseguimos ver Deborah Secco, que foi a primeira escalada para esse papel, mas saiu pois engravidou, vivendo Carolina.

   Não tem como falar de Verdades Secretas sem dedicar um espaço especial para Grazi Massafera. Com certeza, essa novela será um divisor de águas na carreia da atriz, que ainda era desacreditada por muitos, e vista como uma ex-BBB e péssima atriz. Larissa conseguiu ter uma trama paralela tão importante quanto a principal, e muito se deve à atriz. Grazi deu tudo de si para o personagem, era visível, nos dando ótimas cenas, como quando surta no último evento que participou como modelo, quando vai na agência e cospe na cara de Fanny, e claro, todas as suas cenas na cracolândia, culminando no estupro coletivo.

   Podemos dizer que ainda não superamos Verdades Secretas, e queremos mais novelas desse tipo. Temas sérios, tratados como devem ser, com muita ousadia, excelente direção e uma maravilhosa trilha sonora! Tudo isso se refletiu na audiência do Ibope, que foi o melhor de uma trama das 23h até hoje, e nas redes sociais, já que ela bateu o recorde que era de Avenida Brasil, de último capítulo de novela mais comentado no Twitter.

   E você, também gostou da novela? Já está com saudade de tudo e também quer Verdades Secretas na Netflix pra rever várias vezes? Conta pra gente aí nos comentários ou nas nossas redes sociais!

24 de setembro de 2015

5 Séries: Summer Season


   Começou a fall season, aquela época em que quase todas as nossas séries favoritas voltam, que tem um bilhão de coisas novas para conferir, e quem é um viciado em série acha que não vai dar conta de tudo. Mas antes disso, até o fim de agosto, tivemos a summer season, época mais calma, onde até uns anos atrás era raríssimo encontrarmos alguma produção realmente interessante. Como ficamos meio sumidos nessa época, e muitas séries passaram despercebidas aqui pelo blog, decidimos selecionar as 5 séries que mais gostamos do verão americano 2015 (junho-agosto):

The Astronaut Wives Club

   A primeira da nossa lista é essa minissérie de 10 episódios, que conta a história real das esposas dos astronautas que trabalharam na NASA na década de 60, auge da corrida espacial. Foi muito interessante ter essa perspectiva histórica, de fatos tão importantes para o mundo, através dos olhares de mulheres, ainda mais numa época onde elas ainda eram muito apagadas pela sociedade. Conhecemos donas de casa que impulsionaram a carreira de seus maridos, e mais do que isso, tinham força, lutavam e mantinham seus sonhos pessoais. Como destaque, tivemos a atuação de Yvone Strahovski (das séries Chuck e 24), como Rene, uma das nossas personagens favoritas e mais fortes da minissérie.


I Am Cait

   O mundo todo acompanhou a transição de Bruce Jenner para Caitlyn, e podemos dizer o quão ótimo foi observar tudo isso mais de perto através desse reality show. O programa é bem diferente de Keeping Up With The Kardashians, mas vemos a maioria da família aparecer em participações em I Am Cait
   O reality é bem didático quanto a transexualidade, muito por conta de a própria Caitlyn ainda ter várias dúvidas sobre o assunto. As amigas trans da protagonista roubam a cena em muitos momentos e dão algumas lições e histórias de vida que nos fazem lacrimejar.
   A série já foi renovada para uma 2ª temporada e veremos mais Caitlyn Jenner em março de 2016.


Impastor

   Muito provavelmente a série mais desconhecida dessa lista, Impastor é protagonizada e produzida por Michael Rosenbaum (o Lex Luthor de Smallville). Conta a história de Buddy, um cara que devendo muito dinheiro para traficantes, acaba se escondendo em uma pequena cidade e se passando por um pastor gay. O programa foi uma grata surpresa para nós, que pouco sabíamos sobre ele quando começamos a assistir, mas acredite, vale muito conferir Impastor, que para nós foi a melhor comédia dessa summer season! Já está renovada para uma 2ª temporada que irá ao ar no próximo ano.


Scream

   Uma das nossas séries favoritas da summer season, Scream conseguiu recriar bem os ares dos filmes Pânico. Confessamos que tínhamos medo dessa adaptação para a tv, e acreditamos que todo fã da quadrilogia de filmes também. Ser uma série da MTV e não ter a máscara original do Ghostface, eram nossos maiores receios. Sim, os atores são péssimos, é um programa bem com a cara da MTV, mas nada disso estragou tão brutalmente a diversão. Scream foi puro e bom entretenimento para quem gosta desse estilo de série/filme.
  O mais interessante foi o fato dos roteiristas conseguiram colocar na série de TV a metalinguagem tão bem, já que essa era uma das principais características dos filmes. Nada nesse quesito deixou a desejar, inclusive com uma ótima cena no primeiro episódio, onde Noah explica como se daria a adaptação de filmes de terror para séries de TV, com direito a menções para American Horror Story, The Walking Dead, entre outros.
  Scream pecou em alguns episódios, quando parece que colocou o pé no feio com medo de matar muitos personagens, mas torcemos para que isso se conserte na 2ª temporada, que aliás, foi garantida depois de apenas dois episódios do 1º ano exibidos!


Narcos

   A série protagonizada pelo brasileiro Wagner Moura, chegou no finalzinho da summer season, em 28 de Agosto, mas obviamente tinha que estar presente nessa lista! Não é novidade para ninguém que somos apaixonados pela Netflix e por quase tudo que eles produzem. Apesar disso, Narcos era uma incógnita para nós, por não parecer o tipo de série que mais gostamos. Mas nos enganamos! O programa é muito bom, e tem ótima direção, roteiro e atuação (aliás não nos incomodamos nem um pouco com o espanhol de Wagner Moura). Fomos fisgados por uma trama ágil, que em alguns momentos mistura cenas reais e fictícias, sobre a história do narcotráfico.
   Narcos foi renovada para a 2ª temporada, e aí fica nossa ressalva. Muitos anos se passaram na 1ª temporada, e sabemos que resta apenas pouco mais de um ano da história real de Pablo Escobar, para contar daqui pra frente. Assim pensamos que, ou eles deveriam ter feito uma minissérie e ido até a morte do grande traficante, ou ter ido mais devagar no primeiro ano. Já lemos algumas pessoas dizendo que a série é sobre a história do narcotráfico, e que depois da morte de Pablo, ela continuará contando a história de outros traficantes. Mas não sabemos se esse é o melhor caminho, visto que pelo nosso ponto de vista, a série foi vendida como a história de Pablo Escobar e os esforços da polícia americana para capturá-lo. De qualquer forma, estamos felizes por ter mais Wagner Moura para assistir ano que vem!



   Além dessas cinco séries, vale lembrar que também gostamos muito de algumas outras, como UnReal, que já fizemos post aqui no blog, e encerrou a 1ª temporada se tornando uma das nossas favoritas. Já teve post aqui sobre o primeiro episódio de The Whispers, que apesar de se perder em alguns momentos, valeu a pena acompanhar (mas por favor, renovem, não merecemos aquele final aberto). Além disso, tivemos Sense8, uma das nossas séries favoritas da Netflix, mas que já falamos nesse texto no Entreguei (clicando aqui) e também em um podcast (que você pode ouvir clicando aqui).

   Conta pra gente qual dessas séries você também acompanhou, ou quais outras você gostou de assistir na summer season que acabou. E vamos nos preparar que a fall season tá começando e em breve vai ter muito texto e vídeo por aqui falando sobre as novas séries e as que estão retornando!

14 de setembro de 2015

Que Horas Ela Volta?


   O novo filme protagonizado por Regina Casé, Que Horas Ela Volta?, já é considerado por muitos o longa nacional do ano e a grande aposta do Brasil na corrida por um Oscar. Nós fomos conferi-lo no cinema e podemos dizer que, ele faz juz a todo o hype e às boas críticas.

   Que Horas Ela Volta? conta a história de Val, nordestina que há mais de dez anos veio para São Paulo, trabalhar como empregada doméstica numa casa no Morumbi, e ter como enviar dinheiro para a filha pequena, que deixou na cidade de origem, e assim, quem sabe, dar um futuro melhor para a menina. Anos se passam e sua filha, Jessica, liga para a mãe dizendo que está indo mora com ela, pois quer tentar estudar Arquitetura em São Paulo. A menina é recebida na casa onde Val trabalha, e diz ser praticamente da família. Mas Jéssica começa a questionar algumas regras e atitudes, e assim, conflitos começam a surgir. Daí pra frente só você assistindo e entendendo, pois não são questões apenas sobre Jéssica ou Val, mas sim sobre toda a estrutura da sociedade onde vivemos.

   O filme vem em um bom momento do cinema nacional, além disso, coloca as empregadas domésticas no protagonismo, algo que não víamos ser feito na arte até alguns anos atrás. O momento em que o longa estreia é importante, visto que, recentemente essa classe trabalhadora teve sua profissão regularizada, além de termos assistido três empregadas como protagonistas de um dos maiores sucessos da Rede Globo nos últimos tempos, a novela Cheias de Charme. O longa protagonizado por Regina Casé coloca mais uma vez esse grupo como personagem principal, mas dessa vez com questionamentos mais fortes.

   Jéssica, é a personificação de um novo Brasil, de uma nova juventude. Ela não aceita ser diminuída por sua classe social e não se sente melhor ou pior que ninguém. Ela questiona, quer ter voz e a mesma oportunidade que todos. Em uma ótima cena, a filha pergunta para a mãe onde ela aprendeu essas regras que não pode sentar na mesa com os patrões, não pode entrar na piscina ou que tem que recusar o que eles oferecem. E isso é um tapa na nossa cara, pois quando Jessica questiona Val, ela nos questiona. Ela nos faz lembrar quem nos ensinou essas coisas, ou o quando ainda vivemos numa sociedade patriarcal e escravocrata disfarçada.

   Falando sobre as atuações, Regina Casé é um show a parte, e não sabíamos o quanto ela é uma ótima atriz. Inclusive ao final da sessão, nos perguntamos qual o motivo para ela não ter largado ainda seu programa Esquenta e ter se dedicado mais a carreira de atriz. Camila Márdila, que vive Jessica, também arrasa em sua estreia. E estamos ansiosos para assistir mais produções com a nova atriz. Não é a toa que as duas vem sendo premiadas em festivais internacionais de cinema. 

   É difícil falar sobre Que Horas Ela Volta? sem contar detalhes ou spoilers sobre a história, mas tentamos não fazer, pois sabemos que muita gente ainda não o assistiu. Então nossa recomendação é, corre para o cinema e veja! Depois vem debater sobre ele com a gente, aqui ou em nossas redes sociais!

   P.S.: A nossa amada Jout Jout fez um vídeo maravilhoso falando sobre o filme e vale a pena ser assistido também:


11 de setembro de 2015

Careful What You Wish For


   Há alguns meses, quando foi liberado o primeiro trailer de Careful What You Wish For muito se comentou, por ser o primeiro filme protagonizado por Nick Jonas, e principalmente pelas tórridas cenas de sexo e nudez em que ele apareceria. Nós conferimos o longa-metragem, e a primeira coisa que queremos contar para vocês (e frustrar alguns) é que nada demais aparece, e não se vê praticamente bunda nenhuma do ator. Também não espere por tórridas cenas de sexo, pois elas são bem simples e normais. 

   A história tem como protagonista Doug, jovem estudante virgem, que é convidado pelo novo e rico vizinho, a ajudar na manutenção de seu barco. O garoto acaba se envolvendo com a sensual esposa do cara, Lena. A partir desse envolvimento, alguns acontecimentos se desenrolam, e mistérios começam a surgir. Nada de novo, já vimos muito isso em vários filmes de suspense que envolve sedução. 

   Careful What You Wish For pode ser definido como um típico filme Super Cine da Rede Globo, sabe?! Nick Jonas não surpreende na atuação, mas também não vai mal, principalmente se comparado a sua colega de elenco, Isabel Lucas, que dá para a protagonista feminina, Lena, uma fraca interpretação. Já um ponto positivo do longa, é a grande virada final do roteiro e a resolução do mistério. Se o filme esbarra em vários clichês e em fatos nada novos durante toda sua trajetória narrativa, seu final vem em contramão. A história termina com uma resolução surpreendente, que provavelmente não será esperada nem pelos mais atentos.

   O primeiro longa protagonizado pelo “ex-Disney”, Nick Jonas, é um daqueles suspenses que já vimos aos montes por aí, e não promete as tão famosas cenas de nudez que o público tanto esperava. Em contrapartida, temos o ator em vários momentos sensuais e sem camisa, além disso, a trama consegue ganhar pontos pela ótima resolução do mistério e virada no roteiro. 

   E você, está ansioso para assistir Careful Waht You Wish For? Gosta desse tipo de suspense? Também esperava para ver algo mais (em todos os sentidos) de Nick Jonas? Comenta sobre essas questões com a gente, aqui nos comentários ou pelas nossas redes sociais.

   P.S.: Nick Jonas estamos ansiosamente esperando para te ver dia 22 em Scream Queens! (como você pode conferir nesse post)